Buscar
  • Vera Cruz Contabilidade

Seguro Desemprego, o que muda com a nova lei em 2015?



Seguro- desemprego

Hoje o trabalhador demitido sem justa causa, após seis meses ou mais na mesma empresa, já tem direito ao benefício do seguro desemprego, sendo calculado o número de parcelas de acordo com a proporcionalidade do tempo trabalhado.

A partir de 01 de março de 2015, o acesso ao benefício ficará mais difícil e obedecerá a seguinte proporcionalidade:

I - para a primeira solicitação:

a) quatro parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, de no mínimo dezoito e no máximo vinte e três meses, no período de referência; ou

b) cinco parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, de no mínimo vinte e quatro meses, no período de referência;

II - para a segunda solicitação:

a) quatro parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, de no mínimo doze meses e no máximo vinte e três meses, no período de referência; ou

b) cinco parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de no mínimo vinte e quatro meses, no período de referência; e

III - a partir da terceira solicitação:

a) três parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, de no mínimo seis meses e no máximo onze meses, no período de referência;

b) quatro parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, de no mínimo doze meses e no máximo vinte e três meses, no período de referência; ou

C) cinco parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, de no mínimo vinte e quatro meses, no período de referência.

Vera Cruz Contabilidade Goiânia


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Como abrir um CNPJ para corretores de imóveis?

Então, já que corretores de imóveis não podem ser MEI isso não significa que você não possa abrir um CNPJ. O propósito do MEI é formalizar atividades que não tem regulamentação legal; o que não é o ca

Vera Cruz Contabilidade

Rua 226, nº 316 - Setor Leste Vila Nova

Goiânia - Goiás - CEP 74645-180

Fone: (62) 3092-7030

Escritório de Contabilidade em Goiânia

abertura de empresas

softwares de gestão

soluções contábeis

departamento pessoal

contabilidade gerencial

SIGA-NOS:

  • w-facebook
  • Instagram Limpa